Inicio dos servicios con trenes de tracción eléctrica entre Viana do Castelo - Valença, na Linha do Minho

Leo hoxe na web de “ Infraestruturas de Portugal” unha nota que textualmente di:


 “ O 25 de abril marca o início das viagens em comboios de tração elétrica no troço Viana do Castelo - Valença, na Linha do Minho, com a disponibilização deste novo serviço por parte do operador CP – Comboios de Portugal, concluídas que foram as obras de modernização e eletrificação realizadas pela Infraestruturas de Portugal (IP), tendo já sido terminada a fase de testes e de obtenção de certificação.


A eletrificação e modernização deste troço, inserida no Plano de Investimentos Ferrovia 2020, teve um investimento superior a 19 milhões de euros comparticipado por Fundos da União Europeia, através do Compete 2020, e complementa a intervenção realizada no troço Nine – Viana do Castelo. 


A intervenção no troço da Linha do Minho, com cerca 49 quilómetros, englobou os seguintes trabalhos:

  • Instalação de catenária;
  • Alteamento das plataformas de passageiros, beneficiando as condições de acesso dos passageiros ao comboio, nomeadamente para as pessoas com mobilidade condicionada;
  • Execução de duas estações técnicas de 750 metros para comboios de mercadorias, que asseguram o reforço da capacidade da linha, a circulação de comboios com maior carga e, consequentemente, uma importante redução dos encargos de transporte para os operadores ferroviários;
  • Estabilização de taludes, melhoria dos sistemas de drenagem e das estruturas de suporte e contenção existentes ao longo do troço, reforçando as condições de fiabilidade e segurança;
  • Rebaixamento da via-férrea nos Túneis de Seixas e Gondarém, por forma a permitir a instalação da catenária;
  • Impermeabilização dos túneis de Caminha, Seixas e Gondarém.

Os projetos desenvolvidos pela IP visavam a eletrificação da extensão em falta na Linha do Minho entre Nine e Valença. Uma intervenção dividida em duas empreitadas, a eletrificação do troço Nine – Viana do Castelo, concluído em julho de 2019, e a eletrificação do troço entre Viana do Castelo e Valença, onde se iniciam as circulações comerciais com tração elétrica. 

Estes dois investimento na Linha do Minho foram realizados no âmbito do programa de modernização da rede ferroviária nacional Ferrovia2020, comparticipado por Fundos da União Europeia, através do Compete 2020.”

 https://www.infraestruturasdeportugal.pt/pt-pt/sobre-nos

Ademáis a web de Comboios de Portugal informa que: “a partir do próximo dia 25 de abril, a CP - Comboios de Portugal, vai implementar um novo modelo de oferta ferroviária na Linha do Minho, na sequência da conclusão das intervenções de eletrificação total da linha.

A nova oferta caracteriza-se, principalmente, por uma redução de tempos de trajeto, por uma maior comodidade nas viagens e pela eliminação de transbordos, permitindo uma prestação de serviço mais eficiente, em toda a extensão da linha.


As principais alterações a introduzir, contemplam:


- Prolongamento dos atuais Intercidades, de Viana do Castelo a Valença;

- Introdução de 2 novos InterRegionais (1 por sentido) entre Coimbra B e Valença;

- Eliminação do transbordo em Viana do Castelo, no troço Nine/Valença;

- Reforço da oferta de comboios regionais entre Viana do Castelo e Valença ao fim de semana.


O novo modelo de oferta procura dar resposta às necessidades de mobilidade da população, numa zona do país caraterizada por uma intensa atividade económica e por vários polos de ensino, secundário e superior.”


https://www.cp.pt/institucional/pt/comunicacao/imagens




Con la tecnología de Blogger.